Destaques

Newsletter

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Resenha: Delírio

Resultado de imagem para Delírio
Título: Delírio
Autora: Lauren Oliver
Série: Delírio #1
Editora: Intrínseca
Gênero: Distopia
Páginas: 342
★ ★ ★ ★ 
Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

"Para erradicar definitivamente o amor e garantir o bem-estar da população, todos os cidadãos, ao completar dezoito anos, passam por um tratamento obrigatório fornecido pelo governo. Depois, livres do mal, jamais irão experimentar o gosto amargo do sofrimento e tampouco os sabores fortes da euforia, do arrebatamento, da paixão."

Isso é o que dizem... E Lena Haloway não vê a hora de passar pela intervenção e se tornar uma pessoa considerada normal. Ficar livre da doença do amor e livre dos comentários e olhares, pois Lena carrega nas veias o sangue de uma mulher que passou 3 vezes pela intervenção e resistiu a cura. Sua mãe preferiu morrer ao ter que passar pela quarta intervenção, deixando Lena e sua irmã aos cuidados dos tios.
Lena não desgruda de sua amiga Hana, juntas elas dividem segredos, sonhos  e medos. E agora Lena começa a imaginar como será suas vidas depois da intervenção. 

sábado, 26 de maio de 2012

Resenha: O Que Há Por Trás

Resultado de imagem para O Que Há Por Trás
Título: O Que Há Por Trás
Autora: Bárbara Lorentz
Páginas: 248
Editora: Publicação Independente
★ ★ ★ ★ ★

O Que Há Por Trás conta a história de Melissa e Thiago. Primos que se envolvem, apaixonam-se e começam a viver uma história de amor. Pelo grau de parentesco, primeiramente eles não contam para a família. Até que o pai de Melissa os vê juntos e resolve começar a impedir que o romance aconteça. Mesmo assim, sendo atrapalhados por uma só pessoa, eles decidem continuar o namoro às escondidas. Mas tudo muda para Melissa quando depois de serem, mais uma vez, flagrados pelo pai da garota, ela recebe uma revelação bombástica que a faz se afastar de Thiago.

"... Aquilo era algo que eu não gostava nem um pouco: Ser a cordada logo cedo pela manhã. Ainda mais num sábado! Todos sabiam que sábado é o dia mundial do descanso, pelo menos para mim." Pág. 9 

Melissa acharia normal ser acordada cedo, se fosse qualquer outro dia da semana, mas em um sábado, onde ela deveria está descansando não. Mas sua mãe está ao lado de sua cama pedindo que acorde. No início Melissa não consegue pensar em outra coisa, a não ser sua raiva. Mas quando sua mãe diz o motivo disso, Mel percebe o quanto valerá a pena se levantar tão cedo em pleno sábado.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Resenha: O Melhor de Mim

Resultado de imagem para O Melhor de Mim
Título: O Melhor de Mim
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
N° de páginas: 270
★ ★ ★ ★ ★
 Num romance envolvente, Nicholas Sparks mostra toda a sua habilidade de contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do Universo - e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o tempo podem separá-las.

Em O Melhor de Mim, conhecemos a história de Dawson Cole e Amanda Collier. Eles eram adolescentes quando se conheceram: Amanda vinha de uma rica e tradicional família, já Dawson era um rapaz de família pobre, garoto humilde, fechado e solitário, mais tachado pela sociedade, pois nasceu em uma família de bandidos. Amanda sabia que Dawson era diferente, e por mais que todos achassem o contrário, tudo que ela queria era uma chance de ficar perto dele. E como os dois estudavam juntos, isso não demorou muito para acontecer. E na primavera de 1984, os dois já haviam se tornado inseparáveis...

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Resenha: Minha Cinderela Interior

Resultado de imagem para Minha Cinderela Interior livro







 Título: Minha Cinderela Interior
Autora: Graziella Mafraly
Editora: PerSe 
Lançamento: 29/04/2012
Compre
★ ★ ★ ★
 
Laura, mesmo com dezenove anos, não tem certeza se é adulta ou adolescente e também não costuma dar muito crédito a sua voz interior, que insiste em lhe dizer que é bonita, desejável, mesmo sendo gordinha, e que tem tantas chances de namorar um garoto interessante como qualquer outra moça a sua volta. Grita para si mesma um: “Acorda Cinderela!” ao menor sinal de estar dando ouvido a esse seu lado mais sonhador. Na verdade, sufoca-o com medo de machucar-se mais uma vez e, sem criar muitas expectativas, até acredita que poderá encontrar alguém legal para compartilhar seu dia a dia. De repente tudo está fora do lugar! Victor entra em sua vida sem pedir licença. Ele tem um sorriso lindo, é inteligente, envolvente e completamente... louco! Laura deveria ter corrido quando ele declarou ser mandão, possessivo e controlador, mas ela até achou aquilo “lindo”. Só que agora, mesmo percebendo que seu passado guarda ainda mais segredos, ela não tem como fugir, pois já está completamente apaixonada!

Laura é uma garota completamente complexa, e uma das razões é seus quilinhos a mais. E agora que Cíntia, sua melhor amiga se mudou, a vida de Laura se resume em ir para a clínica onde trabalha e para faculdade. Sua vida não tem nada de interessante, apenas seus próprios preconceitos com sigo mesmo. Isso até o cara mais lindo da faculdade, o mesmo que ela observa escondida, quando ninguém está olhando, resolve aparecer do nada na clínica onde ela trabalha.

"- Boa tarde, meu nome é Victor e eu tenho consulta marcada com o destista. Então o nome dele era Victor? Senti meu rosto corar só com o fato dele estar me olhando. Puxei sua ficha no computador, me sentindo feliz por ali constar o enderenço, telefone resindencial e celular... Como mulher é idiota! Por que ficamos felizes com uma coisa boba dessas?"

Instagram

© Momentos de Leitura – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in